Se todo Casal Fizesse assim...



Um missionário que viveu muitos anos entre os zulus, assim traduziu o juramento que, tradicionalmente, todo noivo daquela tribo africana profere no dia do seu casamento: “Que o sangue escape de todas as veias do meu corpo, que um raio me parta em dois, que os crocodilos me devorem, que eu seja condenado a transportar água numa peneira através das chamas do inferno, que eu nasça novamente, surdo, cego, mendigo e coberto de chagas, se um dia enganar minha esposa” (Revista Adventista, abril de 1984).

Nenhum comentário: