Simplicidade...

Certo dia, filosofava com meus alunos a respeito das responsabilidades e deveres de um adulto,e um dos meus alunos me disse: “- Ser adulto é muito chato!Meu pai só trabalha, não tem tempo para nada”. No momento eu discordei, mas naquela mesma noite fiquei pensando a respeito, e essa frase não saia da minha cabeça.  Lembrei-me da história de um filme (Jerry Maguire) onde o protagonista abre mão de ganhar muito dinheiro para cuidar melhor das pessoas que são importantes para ele, para voltar a viver e enxergar a simplicidade das coisas. Há algum tempo tenho observado o comportamento da minha filha em relação ao desprendimento material e percebi que ela abria mão de seus brinquedos caros e modernos para brincar com uma garrafa pet ou uma folha caída da árvore. É possível ver o sorriso dela, a felicidade na simplicidade das coisas. Passei então, a viajar no tempo e lembrar de coisas simples, mas que retiravam um sorriso do meu rosto,tais como: a felicidade de ganhar uma partida no interclasse da escola, ou em abrir um pacote de figurinha novo, ou de esperar minha mãe chegar do mercado com minha guloseima predileta. Infelizmente, cheguei a conclusão que meu aluno estava correto. Trabalhamos muito e gastamos demais. Corremos de um lado para o outro e nunca temos tempo para nada! Nem para as pessoas que amamos, nem para Deus. Achamos que são precisos grandes congressos, cultos super avivados ou profetas de renomados para ouvir Deus. Mas, Ele não se move por fórmulas de homens e sim na simplicidade. Ele pode muito bem falar conosco no carro, no banho ou em um simples comercial. Porque Ele é Deus- E nós somos casa – E Ele habita em nós!
Nós precisamos ser simples e humildes, para compreendermos a vontade do Pai a nosso respeito e conhecer as riquezas do coração de Jesus. O próprio Jesus, cheio do Espírito Santo exulta: “Eu te louvo,Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste aos pequeninos. Sim,Pai, porque assim foi do teu agrado”(Lc 10.21).
“Senhor, leva-nos de volta a inocência e a simplicidade do Seu Evangelho e dos seus passos”.
             "Deus é simples, nós é que somos complicado."
by Anderson Grego

Nenhum comentário: